Menu Horizontal

22 março 2015

SAF - American Crime

Fala, galerinha! Lembra daquela lista de séries com estreia para a primeira metade do ano? Já assisti aos três primeiros episódios de uma delas, por isso... Vamos às primeiras impressões!


Sinopse: A trama acompanha as investigações em torno de um assassinato e o julgamento do acusado. Narrada por diversos pontos de vista, a história desenvolve situações sobre preconceitos raciais, de diferenças de classe e opiniões políticas. A atriz Regina King (Southland) terá participações recorrentes interpretando a irmã de Hector (Richard Cabral), homem acusado pelo crime. Extremamente religiosa, ela chega em Modesto para oferecer seu apoio ao irmão durante o processo judicial. Segundo o Hollywood Reporter, ela será vista ao longo de sete episódios. Cabral trabalhou com Regina em Southland.


  Assisti aos três episódios direto, e, apesar de ter me distraído em algumas partes, acabei gostando do que vi. Não chega aos pés da minha devoção por How to Get Away With Murder, mas, sim, a série é interessante.
  O Piloto se inicia com um telefonema da Divisão de Roubo e Homicídio da cidade de Modesto, alertando Russ Skokie de que seu filho, Matt, pode ter sido vítima de assassinato e avisando que precisam que ele identifique o corpo. Russ só mantém contato com o filho por telefone, já que é separado da esposa, Barb. Ao chegar à cidade, Russ vê que realmente é seu filho quem está lá e recebe a notícia de que Gwen, sua nora, foi atacada sexualmente e está em situação de risco no hospita. Outros personagens também nos são apresentados, como a família de Tony Gutierrez, um jovem hispânico que tem como hobby consertar carros com seu pai, Alonzo. O casal de viciados, Aubry e Carter, igualmente aparece.
  Os suspeitos do assassinato de Matt são capturados logo no primeiro episódio, mas conforme a série dá continuidade a merda é jogada no ventilador. Quem você pensa que é bonzinho, na verdade está coberto de lama. Um é pior do que o outro. O que eu achei legal na série foi isso. A relação entre a sua primeira impressão e a verdadeira face de cada um, que é bem contrastante. Aquele que você pensa bem e tem pena, mostra-se diferente. Lição de vida, baby. A primeira impressão pode ser a que fica, mas descobrir o que tem por baixo da máscara deixa uma marca ainda maior... Nossa, me senti uma poetisa agora.

Enfim, gostei.
Não vou me animar muito, porque adorei Allegiance e a série foi cancelada, mas continuarei acompanhando.
Mais tarde tem SAF de outra série da lista: Secrets and Lies

Até a próxima, bitches!
XOXO

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...