Menu Horizontal

27 março 2016

Resenha: A escolha - Nicholas Sparks

sinop
Faaaaala, galerinha!!
Primeiramente, FELIZ PÁSCOA!! Espero que o coelhinho tenha passado na casa de cada um de vocês.
Segundo, venho por este meio trazer finalmente a resenha de um livro que me deixou dividida e, mais uma vez, o tio Nic não me decepcionou com mais uma emocionante história.
Mas vamos ao que interessa!!

Sinopse: Para Travis Parker, felicidade é estar com a irmã e os amigos, viajar, andar de moto e praticar esportes radicais. Ele nunca teve um relacionamento amoroso sério, mas não sente falta disso. Para ele, sua vida já está completa.

Pelo menos até conhecer Gabby Holland, a bela médica que acaba de se mudar para a casa ao lado em busca de felicidade e independência. Mas conquistá-la não será tão simples. A jovem tem namorado e fica muito confusa com os sentimentos que o vizinho lhe desperta. E, depois de um fim de semana especial, ela terá que tomar uma decisão.
Mostrando que sentimentos imprevisíveis levam a caminhos surpreendentes, Nicholas Sparks mais uma vez constrói personagens sensíveis e cenas emocionantes que trazem tanto sorrisos como lágrimas num espaço de poucas páginas.


Editora Arqueiro
Nº de páginas: 232
Onde comprar? Saraiva Extra



Gabby nasceu em Savannah, filha de uma mãe que é o clichê ambulante de feminilidade sulista e de um pai despreocupado, um corretor imobiliário bem sucedido. Para o desgosto de sua mãe, ela não se parece em nada com as três irmãs loiras e que se comportam como verdadeiras damas. Nada que faz parece agradar a exigente mãe, e a escolha de sua faculdade não foi muito diferente disso. É lá que conhece seu namorado, Kevin, e é por causa dele que se muda para a pequena cidade de Beaufort. Gabby ainda não se acostumou à vida de cidade pequena e, como se o estresse da adaptação não fosse suficiente, sua cadelinha, Molly, está grávida do cachorro de seu inconsequente vizinho, Travis Parker.
Em outra noite qualquer, a paciência de Gabby chega ao máximo. A música vinda da casa do vizinho está atrapalhando seu sono e ela decide tomar providências. Soma-se a isso sua frustração com a gravidez da cadela, que Gabby está decidida a compartilhar com Travis. 
Mas ela não esperava que uma briga com o vizinho fosse se tornar em algo maior.
Gabby descobre que Travis é veterinário, e o vizinho cuida de sua cadelinha. Ele a convida para um passeio de barco com a irmã e os amigos, e Gabby aceita relutantemente, descobrindo que Travis não é tão imprudente quanto parece e se encantando por ele. Um jantar os faz dar um passo adiante e Gabby se vê em um dilema. Com o namorado fora à trabalho, ela sente que o está traindo; mas, ao mesmo tempo, o tempo que passa com Travis é nada mais do que inocente.
Sofrendo com sentimentos conflitantes, ela terá que se decidir entre o homem que ama e o que está começando a se apaixonar...

Não sou a favor de traição. De modo algum. Por isso que me senti tão divida com essa história do Nicholas Sparks. Quando esquecia que a Gabby tinha namorado, ficava "Ooownt, que fofos! OTP!", mas quando lembrava só conseguia pensar "Isso está errado"; e terminava assim:

Não sei de mais nada
Porém, também acho que é importante ver o lado passional da coisa. O relacionamento entre Gabby e Kevin não estava indo muito bem, apesar dos dois se amarem. O romance com Travis começou como algo inocente, mas ela poderia ter parado quando achou que tudo estava ficando intenso demais.
Mas não estou aqui para discutir traição.
O ponto é: o livro é uma doçura. 
Cheio de partes cômicas e, mais para o final, momentos tristes. Já estava fazendo a dança da vitória achando que o tio Nic não ia fazer as palhaçadas de sempre dele, mas me enganei redondamente e logo comecei a chorar. Fã de Nicholas Sparks sofre, minha gente.


Como eu sempre digo, é um típico livro do autor. Uma cidade pequena, um casal boa pinta, um parente/amigo que você acaba gostando mais do que os personagens principais. É a mesma receita, mas a gente AMA, né non?
Eu me identifiquei muito com a Gabby, porque nós somos parecidas em praticamente em todos os aspectos. E ela é ruiva também, ó que lindo! Mas quem realmente roubou minha atenção foi a irmã do Travis, a rainha Stephanie, que rouba a cena sempre que aparece. Ela é hilária e suas falas me arrancaram diversas risadas. Até anotei umas dicas que ela dá.


Super recomendo a leitura, pois é um romance leve e bem curtinho, que deve agradar a grande maioria dos leitores.

Bom, por hoje é só.
Mais uma vez, FELIZ PÁSCOA, prateleiros!
Até a próxima, bitches!
XOXO

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...