Menu Horizontal

01 fevereiro 2016

SAF - A 5ª Onda

Olá.
Estou desapontada. Muito desapontada.
Já quero começar dizendo que, se você leu A 5ª Onda, prepare-se para uma grande decepção.
Mas vamos ao que interessa!

 A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.

Não recomendado para menores de 14 anos

Então... Cheguei agora do cinema. Já deixo avisado que demorei a assistir por conta da querida blogueira de vocês, a Anne, que prometeu que assistiria comigo. Mas ok, sem mágoas.
No início, bem beeeem no início, achei que não cagariam no filme(desculpe o linguajar, mas é a melhor definição). Eles aceleraram o começo da história, o que me agradou apesar de ter adorado o modo como o Rick Yancey escreveu. Mas infelizmente transformaram uma história incrível, com diversas cenas de ação e uma trama muito boa, em um mero romance. Durante o filme inteiro, pouco vemos de Wright Patterson. Os personagens secundários, a galerinha do Esquedrão 53, não são aprofundados. Só chegamos a saber seus nomes nos últimos minutos do longa. 


Claro, sei que não há como colocar todos os detalhes em aproximadamente 120h de filme, mas, pelo amor de Deus, galera! Se era para fazer um filme assim, que não tivessem feito.

To bem mal
Os cenários, na minha opinião, foram muito bem bolados. Pareciam saídos do filme realmente. Agora, foi um dos poucos pontos que se mantiveram fiéis ao livro. O modo como Cassie de Cassiopeia e Evan Walker se encontram mudou completamente, assim como diversas partes do livro. Além disso, algumas cenas foram desnecessárias, feitas apenas para criar o romance.
Corrijam-me se estiver errada, mas o nome da Esp no livro não era Ringer, correto? Se não, por que mudar?
Fora isso, gostei da atuação da Chloë Grace Moretz e dos demais atores envolvidos. A Esp(ou Ringer, como queiram) foi bem fiel ao livro, na minha humilde opinião.

Pegando todas as críticas, creio que o filme merece 3 estrelas. Daria menos, mas estou respeitando minha leitura.
Aconselho que todos vejam, apesar das críticas negativas. Não é um ingresso jogado fora, creio que principalmente para aqueles que não leram.

Bom, por hoje é só.
Até a próxima, bitches!
XOXO 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...