Menu Horizontal

04 fevereiro 2016

Resenha: A Garota no Trem - Paula Hawkins

Oiiiii, pessoal!
Prometi que a resenha sairia, né non? Ontem de-vo-rei este livro. A madrugada já tinha chegado, mas eu não conseguia parar, porque precisava saber se eu estava certa. E EU ESTAVAAAAA!
Se você gosta de suspenses psicológicos, A garota no trem é uma ótima pedida!
Mas vamos ao que interessa!

A Garota No Trem
Sinopse: 

  Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.

  Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 
Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.
Editora Record
Nº de páginas: 378
Onde comprar: Saraiva Submarino


Rachel passa por uma fase difícil em sua vida. Antes mesmo do seu casamento desmoronar, ela se entregou à bebida. Bebia para esquecer... e isso acontecia, literalmente. Na manhã seguinte, ela não lembrava de nada. Tudo era um borrão. Ela só sabia que aparecia com machucados em seu corpo e não entendia o que tinha acontecido.
Agora, anos depois de seu casamento com Tom chegar ao fim, ela mora com Cathy, uma amiga de faculdade. Rachel é desempregada, alcoólatra e depressiva, mas ninguém fora ela sabe disso. Então, ela mantém sua farsa, pegando todas as manhãs o trem das 8h04 partindo de Ashbury para Londres. 
Em suas viagens, quando o trem para no sinal vermelho, ela olha pela janela em direção a uma das casas em particular, que fica em seu antigo bairro. Lá, ela sempre encontra o casal Jess e Jason - nomes inventados por ela, assim como suas personalidades e vidas profissionais -, e os observa atentamente, imaginando as situações de sua vida.
Mas, certo dia, Rachel testemunha uma cena que abala completamente a imagem da vida perfeita de seu casal favorito. No dia seguinte, sua Jess - que na verdade se chama Megan - está desaparecida.
Rachel se vê obrigada a compartilhar o que viu, pois quer ajudar a polícia a encontrar Megan. Contudo, ela acaba se envolvendo demasiadamente em toda a investigação, uma vez que os policiais recusam-se a acreditar em uma alcoólatra stalker, que assedia o ex-marido e a mulher.
Em meio a sua busca, ela não somente clareará os cantos escuros de sua mente... como também descobrirá que o inimigo está muito mais perto do que se imagina.


A narrativa é divida em três personagens: Rachel, Megan e Anna, a atual de Tom. Além disso, passado e presente são misturados, por isso é importante pescar as datas mostradas em cada capítulo para não se ver perdido.
A garota no trem possui uma trama bem elaborada, que desenvolve o mistério no decorrer da narrativa e nos faz descobrir quem é o assassino no mesmo passo que Rachel. São os pequenos detalhes que contam, palavras e insinuações que poderíamos passar batido, mas que, se percebidas, levam claramente ao culpado de toda a história.
Confesso que fiquei agoniada em alguns momentos. Ficava "Miga, por favor, aguenta. Não, não faz tal coisa, a gente precisa descobrir quem fez isso. Não vai, é furada", mas vocês acham que ela me ouviu? Pff, p**** nenhuma.
Achei um thriller emocionante e que prende a atenção do leitor do começo ao fim. Os personagens também me cativaram, todos com personalidades diferentes e únicas e problemáticas. Os que odiei, odiei mesmo, pois são um bando de saforusso. Quando lerem, vão entender do que estou falando.

Vale lembrar que as filmagens da adaptação cinematográfica já começaram e o longa tem data de estreia para 13 de outubro nos EUA. Agora só nos resta esperar.

Por hoje é só.
Até a próxima, bitches!
XOXO

4 comentários :

  1. Olá, Gabi!
    Já ouvi falar muito nesse livro, e fiquei super curiosa agora que li a sua resenha. Preciso ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leth!
      Eu me impressionei bastante, gostei muito! Tenho certeza que você vai amar!

      Beijoos!

      Excluir
  2. Amei sua resenha! Até então não tinha lido nenhuma desse livro, apesar de ouvir falar bastante dele por conta da adaptação e tal. Parece ser realmente um livro que te prende do começo ao fim. Minhas lista de leitura está enorme, mas não custa nada adicionar mais um, né?
    Beijos!
    http://eusuponho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Fico feliz que tenha gostado :D
      Eu simplesmente amei a história, vale a pena do começo ao fim. Seu bolso vai sofrer, mas vai ser compensado haha

      Beijoos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...