Menu Horizontal

06 janeiro 2016

Resenha: Gelo Negro - Becca Fitzpatrick

Olá, pessoinhas! Eu prometi que faria resenha até o final da semana, não prometi? Então, aqui está.
  Todos que acompanham o blog sabem que eu sou fã da tia Becca Fitzpatrick, autora divosa da série Hush Hush e agora de dois romances policiais/suspense: Black Ice e Dangerous Lies. 
  Comprei o original em inglês de Black Ice porque não estava aguentando a angústia da espera, e é o que pretendo fazer com Dangerous Lies também.
  Mas vocês não estão aqui para ouvir a minha história, então vamos ao que interessa!

Sinopse: Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança.Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.

Nº de páginas: 304
Editora: Intrínseca 

  Terminei minha leitura há poucos minutos e vim correndo para cá - depois de bater um rápido papo com a Anne discutindo o quão maravilhoso é este livro.

   O livro nos pega de jeito logo nas primeiras páginas; no prólogo para ser mais exata, que conta a história de Lauren Huntsman. Ela é uma jovem que acabara de passar para Standfort apesar de não querer ir para lá, sendo obrigada pelos pais. Ela toma um porre, mandando uma mensagem para o irmão mais velho, sabendo que ele aparecerá para buscá-la... Uma pena que isso não acontece.
      Lauren conhece um homem no bar e vai para casa com ele. Tudo parece bem, eles estão se divertindo. Até ele começar a ficar violento e amordaçá-la com uma corda. Algum tempo depois, os policiais encontram o corpo da jovem. Morta.
      A história então dá um pulo de um ano e conhecemos Britt Pfeiffer e sua melhor amiga, Korbie Versteeg, que fazem uma viagem de carro para Idelwilde, a cabana nas montanhas da família Versteeg. Britt se preparou durante o ano inteiro, sabendo que o irmão de sua melhor amiga - e seu ex-namorado -, Calvin, estaria lá, querendo então mostrar que estava se saindo muito bem sem ele em sua vida.
   Ela só não contava com uma tempestade que arruinaria os seus planos.
   As duas ficam presas no meio da estrada, surpreendidas por uma nevasca. Morrendo de frio e temendo por suas vidas, elas decidem abandonar o carro e tentar a sorte ao caminhar na escuridão da noite à procura de um refúgio, tendo o mapa que Britt roubou de Calvin como segurança.
   Após uma longa caminhada, as meninas estão quase desmaiando quando avistam um cabana com as luzes acesas. Correm para lá, batem à porta, e Britt encontra Mason - um garoto que tinha esbarrado no 7 Eleven mais cedo -, acompanhado de seu amigo, Shaun. Finalmente em um local 'seguro', a perspectiva de passar a noite em uma cabana com completos estranhos não parece tão ruim se comparado ao lado de fora, e todos estão felizes com a ideia das meninas ficaram ali... menos o garoto, que faz de tudo para convencê-las a darem o fora. 
   Recusando-se a sair, elas precisarão sofrer as consequências para entenderem o motivo, e desejarão nunca ter entrada naquela cabana.


   A escrita da Becca sempre me conquistou. É fluida, deixando o livro bem leve e fazendo as páginas passarem tão rapidamente que quando você descansa um pouco, está quase terminando o livro. Outro detalhe que me agrada muito, mas que não diferença na história, é a fonte escolhida. Além do delicado floco de neve quando há um intervalo entre as cenas do capítulo.
    Quanto aos personagens, não me senti conectada a nenhum. Infelizmente, não houve um que se destacou e me fez pensar: "Nossa, gostei dele(a), podemos ser amigos".
    A Britt é bem ingênua no início, acostumada com os homens da sua vida resolverem tudo para ela, mas em contrapartida é muito inteligente e no final se mostra uma pessoa forte. O que não me fez gostar dela foram os seus momentos de indecisão, que chegaram a beirar a bipolaridade.
     O Mason é um personagem interessante, cheio de segredos que são aos poucos revelados no decorrer do livro, mas nada que me prendeu completamente. Obviamente ele não é um Patch, mas te perdoo, Becca, porque não havia espaço para um romance igual ao de Hush Hush e um mocinho igual ao Patch.
      Quanto aos demais personagens - Shaun, Calvin e Korbie -, são bem construídos e singulares. Ou seja, apesar de não ter criado um laço com os personagens, devo dizer que na hora de definir o papel de cada um deles na história, a autora acertou em cheio.


   A história possui muitas reviravoltas que mexem com a sua cabeça e fazem com que você se pergunte até determinado ponto: "Quem está falando a verdade?" Mas, conforme vamos recendo mais informações, pequenos fragmentos da memória da Britt, é fácil ligar os pontos e descobrir quem é o assassino.
    Preciso frisar que adorei o modo como a Becca encaixou detalhes aparentemente pequenos no final da trama. Quando terminei de ler determinadas partes fiquei falando comigo mesma: "Ah, sabia que tinha um motivo dela mencionar isso". 

     

   Por último, mas não menos importante, queria comentar que odiei o Calvin no final, por causa de algumas coisas que ele disse. Na verdade, simplesmente por ele existir! 
    As meninas que lerem devem me entender. Vocês vão querer dar um soco na bela carinha dele.

Dá porrada nele, The Rock!

Bom, este é o fim da minha resenha.
De 0 a 10, acho que daria um 8,5/9,0. O livro é muito bom e vale realmente a pena. Se tiverem a oportunidade de lê-lo, não percam. Até porque o epílogo é maravilhoso e nele aparece a única personagem que gostei porque me lembrou muito da Vee *-*.

Por hoje é só.
Até a próxima, bitches!
XOXO





2 comentários :

  1. Oi Gabi!
    Eu já iniciei esse livro um tempinho atrás (perto do lançamento) e não consegui continuar :( maaaas já que vc gostou eu vou dar uma chance pra ele e pea Becca *--*
    Bjs, Juh^^

    naosepreocupecomisso.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii!
      Dá uma chance mesmo, Juh!!É uma vibe bem diferente de Sussurro, mas vale muito a pena!
      Beijoos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...