Menu Horizontal

25 agosto 2015

Resenha: A Lâmina Assassina - Sarah J. Maas


Sinopse:
  Conheça o caminho da assassina. Pavimentado com sangue, lágrimas e suor. Implacável, sedutora, letal. Poucos conhecem seu rosto, menos ainda sobrevivem à sua fúria. Não à toa Celaena Sardothian é sinônimo de morte. Suas lâminas são certeiras, assim como seu estranho código de honra e seu aguçado senso de justiça. Mas como uma menina, encontrada agonizando pelo rei dos Assassinos de Adarlan, se tornaria a campeã do rei? Disputada pelo capitão da guarda real e o próprio príncipe herdeiro? No centro de intrigas políticas?
Acompanhe Celaena vencer um lorde pirata e toda sua tripulação; o encontro como uma curandeira; seu treinamento com o Mestre Mudo, senhor dos assassinos silenciosos, nas dunas do deserto Vermelho; a prisão nas Minas de Sal de Endovier; ou, ainda, sua luta contra o mais escorregadio e traiçoeiro dos adversários — o próprio coração.

Nota: 4 estrelas
Páginas: 406 páginas
Autor(a): Sarah J. Maas (autora de Trono de Vidro e Coroa da Meia-Noite)
Título Original: The Assassin's Blade.
Série: Trono de Vidro, #0.5
Editora Galera Record


  Trono de Vidro é uma das minha séries de livro favoritas. Esse mundo que envolve magia, romance e muita ação que Sarah criou me deixou enfeitiçada desde o primeiro livro e minha admiração só aumenta a medida que a série evolui. E com A Lâmina Assassina não foi diferente.
  Esse livro nos mostra a vida da maior Assassina de Ardalan antes das minas de sal de Endovier. Através das cinco curtas histórias que o livro narra conhecemos melhor Celaena Sardothien e os eventos que levaram a sua ascensão e futura queda.
  Olha, não achei que a leitura desse livro fosse acrescentar algo realmente importante à série. E eu estava certa. Não é vital sua leitura para o entendimento dos demais livros. Mas esses contos tão curtinhos nos possibilitam um entendimento maior e te conectam ainda mais com a protagonista ao te mostrar tudo pelo que ela teve que passar.
  Conhecemos melhor também personagens que foram apenas mencionados nos outros livros. Arobyn, Rei dos Assassinos e o homem que salvou e criou a maior assassina de Ardalan. Somos apresentados a natureza confusa da relação deles. Além disso, temos Sam Cortland.

faint animated GIF

  Ai, ai, ai. Desde Trono de Vidro, sou super fã do Capitão Chaol. Mas foi impossível não shippar Celaena e Sam, mesmo sabendo o final trágico que essa história teria. Sam no início do livro é o arqui-inimigo da assassina, a quem ela despreza e com quem compete pelo reconhecimento de Arobyn. Mas em A Assassina e Lorde Pirata eles são enviados em uma missão juntos, e as coisas começam a mudar. Esse é o primeiro conto e tem bastante ação e lutas maneiras.
  O segundo, A Assassina e a Curandeira, eu achei bem sem graça. O interessante dele, porém, é o lado diferente de Celaena que expõe.
  Já em A Assassina e o Deserto, Celaena parte em uma longa jornada em busca do Mestre Mudo e dos Assassinos Silenciosos, de quem deve obter aprovação e com quem deve aprender as técnicas que os tornaram reconhecidos e temidos continente afora. Os desafios enfrentados no deserto e o treinamento rigoroso são castigo consequente das ações da assassina no primeiro conto.
  A Assassina e o Submundo mostra como Celaena volta depois de seu treinamento.
  E o último conto...
  
crying animated GIF

  Eu sabia que ia dar merda, mas meu Deus! A Assassina e o Império partiu meu coração. 
  Depois de ler esse livro, admiro ainda mais Sardothien, uma personagem implacável e forte mas com um passado tocante. Ele acrescente muita profundidade à  leitura dos próximos e te conectam ainda mais com a personagem. Recomendo sua leitura.

Até mais, people!  
XOXO
  




Anne.

7 comentários :

  1. Eu tô lendo a série e tô amando. Meu blog:
    http://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/
    Segue de volta que já estou te seguindo! Bjs. Parabéns pelo blog. É lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ótimo livro, Mirelle! Na verdade, toda essa série é maravilhosa. Pode deixar que eu dou uma passadinha no seu blog.
      Beijoss

      Excluir
  2. Oi!
    Tenho o primeiro livro da série, mas ainda não tive tempo de ler (infelizmente). Essa prequel me chamou a atenção desde que vi a capa em pré-venda e me apaixonei perdidamente - não sei como me controlei pra não comprar na hora! Depois da tua resenha, provavelmente ele irá pro meu carrinho de compras logo, logo!
    Parabéns pela resenha e pelo blog!

    Bjs da Cami
    mynerdbubble.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cami! Obrigada pelo elogio! A série Trono de Vidro vale super a pena. Espero que aprecie a leitura tanto quanto eu. Ah, depois n esquece de me dizer o q achou do livro, ok?
      Bjs

      Excluir
  3. Oi, Anne!!
    Só vi que vocês tinham resenhado esse livro (ops) e acho q concordo contigo em muuitos pontos... Li esse livro para a Maratona Literária de Inverno 2015 (nomezinho grande, não?) e até que gostei dele. Sim, a Celaena está meio (muito) arrogante demais. Sim, eu já sabia o que iria acontecer com o Sam e também não acrescentou muita coisa para a história original. Mas deu para matar a curiosidade e aguentar a barra até Herdeira de Fogo, né?? Kkkk, mas sério, nem estava amando taanto assim, mas O ÚLTIMO COOONTO fez tudo valeu a pena *---------*
    Bjs, Juh.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juh!
      Oooooh, aquele último lindo conto de partir o coração ;-;. Haha, nós temos um gosto literário parecido, hein Juh! E em séries também.
      PS: Terminei a temporada de Sense8 e PRECISAMOS fofocar sobre essa série linda de maravilhosa.
      Beijoss

      Excluir
    2. O.O vc vai brigar comigo se eu disser que só vi q vc respondeu meu comentário agora???
      Ok, sem brincadeiras: SENSE8 É PERFEITO NÃO É?? EU QUASE MORRI DO CORAÇÃO UMAS 125790753 VEZES, MAS VALEU A PENA, NÉ??? A série é tão boa que EU PRECISEI DO CAPSLOCK *-------*
      Bjs, Juh.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...