Menu Horizontal

02 julho 2015

Resenha: O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase

Hello, hello, hello!
  Então, pessoas, finalmente vai sair essa resenha! Acabei tendo que enrolar mais do que deveria e gostaria, mas cá estou. Eu e a Anne faremos uma resenha conjunta, igual a que fizemos de Hush Hush. Eu escreverei em preto e a Anne em roxo. Combinado?
  Mas vamos ao que interessa!

Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
  Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
  Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e tabus impostos pela sociedade - muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
  Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
Editora: Arqueiro
Nº de páginas: 288

  Ai, o que dizer desse livro... Simplesmente perfeito! Não é a toa que foi o ganhador do Prêmio RITA de melhor romance histórico!
  É divertido, cativante, você se apaixona pelos personagens; uma leitura muito gostosa!
  Eu já sou apaixonada por romances. Quando um autor consegue criar uma história como a desse livro sobre o qual vos falo, putz, é impossível me fazer largá-lo. Se é uma história super original? Não. Cheia de clichês? Com certeza. Mas, se de um enredo tão banal Loretta conseguiu extrair  uma história tão maravilhosa é porque, caraca, como essa mulher sabe escrever! E, claro, por causa dos personagens incríveis que dão vida à essa história.
  Realmente os clichês não passam despercebidos, mas a questão é que a Loretta é tão boa escritora que eles não fazem diferença. Gostei também de como a Jess é uma mulher diferente das outras da sua época. Ela não se intimida e sabe bem quem ela é. #GIRLPOWER.
  Contrariando as convenções de seu tempo, Jees pensa por si mesma, não crê que precise de um homem para ser feliz e sabe se cuidar (ela sabe atirar, pelo amor de Deus! Como não admirar essa mulher? eu sei que ela é um personagem fictício, ok? Caguei, admiro msm. Sarcástica e inteligente, ela com certeza é uma mulher à frente de seu tempo.
  
"Você se nega a escutar porque, como todos os outros homens, você só é capaz de manter em mente uma ideia de cada vez - e geralmente a errada."
Jess.

Outro ponto ótimo da história é a interação dos dois. É uma espécie de gato e rato. Um hora estão se provocando, praticamente xingando um ao outro - quase o livro inteiro -, e na outra estão apaixonadinhos... Não que isso seja incomum.
"E então eu o bati nele, bati até ele me beijar. E então continuei batendo até que ele o fizesse direito"  
  E, além disso, o modo como a Jess consegue moldá-lo como ela quer. Dain passa de um brutamontes que não acredita no amor para um romântico. Ok, não vamos exagerar tanto.
  Veja bem, não foi aquele transplante de personalidade que às vezes vemos alguns personagens passar. Dain continua sendo um homem teimoso, duro e bruto. Mas esses são traços da personalidade dele que, confesso, acho muito sexy.O que acontece é que a Jess o ajuda a ver o significado de família e, sim, é clichê mas vou falar, amor. Coisas que ele nunca teve antes.
  Bom, resumindo pra vocês: um ótimo livro.
  Com ótimos personagens, uma ótima história e uma ótima escritora. Dá para pedir mais alguma coisa?

Corram para a livraria mais próxima e comprem essa belezinha!
Até a próxima, bitches!
XOXO

2 comentários :

  1. Não li este livro ainda, mas já vi tanta gente falando dele,parece ser bom mesmo. =)

    seguindo
    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...