Menu Horizontal

26 julho 2015

Resenha: Mar de Tranquilidade - Katja Millay


Sinopse:
  Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
  A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
  À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
  Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.


Nota: 5 estrelas.
Páginas: 368 páginas.
Título Original: The Sea of Tranquility.
Série: Livro Único
Editora Arqueiro


  Não é porque a editora é parceira do blog, mas, tenho que dizer, as sinopses da Arqueiro são tão completas que me questiono a existência de nós blogueiros. Mas como eu amei esse livro, vocês vão ter que me aguentar falando  escrevendo sobre ele. Vamos às minha impressões!
  Esse é um livro muito tocante. Simplesmente pela sinopse você já sabe que vai se emocionar. E é isso o que acontece. A história dessas duas almas perdidas, Natasha e Josh, te envolve de tal maneira que o ato de virar páginas passa completamente desapercebido. Capítulos e capítulos depois você ainda se vê cativado pelas palavras da autora. Preso nessa história única.
  Como muitos outros personagens de YA e NA dos últimos tempos, nossos protagonistas aqui tem uma passado difícil. Mas não se engane: a originalidade desse livro se encontra nas emoções que evoca e em sua qualidade de escrita. Mesmo que muitas personalidades literárias carreguem sua bagagem emocional, a habilidade de Katja em contar a de Natasha e Josh, assim como as características, qualidade e defeitos, que ela atribui a eles te faz formar um vínculo, um senso de familiaridade talvez, que nos leva às lágrimas em mais de um momento da estória.
  Nas primeiras páginas temos uma visão mais geral do que se passa na vida de Natasha e Josh, embora o mistério que envolve seus passados se desenvolva gradativamente, sendo que só vemos seu desfecho ao fim do livro. Isso acrescenta uma aura de suspense a estória, aumentando ainda mais sua tensão (que já é bem grande, aliás).
  A construção dos personagens é magnifica. Depois do que sofreu, Natasha se recusa a falar sequer uma palavra, se veste monocrática e indecentemente e se mantém longe das pessoas, inclusive seus parentes. Josh também prefere ficar sozinho. Esse rapaz, agora fechado e de temperamento forte, encontra seu refúgio na marcenaria. E em seu melhor amigo, Drew. E, embora seja apenas um personagem secundário, esse belo rapaz de boa vida, bom humor e nem tão louvável caráter tem um papel bem marcante na história. Drew proporciona um toque de leveza e charme num ambiente bem tenso que essa leitura muitas vezes forma.
  O romance é muito bem construído. No ritmo perfeito à essa história, vemos a relação desses dois crescer. Alguns podem questionar que foi lento esse progresso, mas duas pessoas com tantas cicatrizes, obstáculos, inseguranças, precisam desenvolver um laço de confiança antes de tudo. E Katja mais uma vez arrasou na construção.
  Emocionante, tocante e por vezes divertido. Um livro que com certeza vale a pena ler. Recomendo.




Anne.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...