Menu Horizontal

31 julho 2015

Resenha: Confess - Colleen Hoover



  Sinopse traduzida:
  Auburn Reed tem sua vida inteira planejada. Seus objetivos estão à vista e não há margem para erros. Mas quando ela entra num estúdio de arte em Dallas à procura de um emprego, ela não espera se achar profundamente atraída pelo enigmático artista que lá trabalha, Owen Gentry.
   Pela primeira vez, Auburn se arrisca e se deixa levar pelo coração, só para descobrir que Owen está guardando grandes segredos. A magnitude de seu passado ameaça destruir tudo que é importante para Auburn, e o único meio de colocar sua vida de vlta nos trilhos é tirar Owen dela.
  A última coisa que Owen quer é perder Auburn, mas ele parece não conseguir convencê-la de que às vezes a verdade é tão subjetiva quanto a arte. Tudo que ele tem que fazer para salvar seu relacionamento é confessar.Mas, nesse caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva do que o pecado em si...

Nota: 4,5 estrelas
Páginas: 306 páginas
Série: Livro Único
Editora Atria Books (Ainda não publicada no Brasil)



  Com apenas 15 anos, Auburn perdeu o amor de sua vida para o câncer. Anos após a morte de Adam, ela ainda não o esqueceu. Agora, recém-chegada ao Texas, ela tenta reestruturar sua vida. Num trabalho que está longe de ser o do seus sonhos e dividindo um apartamento com uma desconhecida, Auburn tem um plano e não deixará nada entrar em seu caminho. E o bico de apenas uma noite com um ótimo pagamento parece ser capaz de aproximá-la de seu objetivo. O que ela não esperava era se apaixonar pela arte de Owen. Ou se sentir tão conectada a esse talentoso artista.
  Tudo que Owen tem é sua arte. Seus relacionamentos amorosos não dão certo e sua única família é o pai advogado, com quem também anda tendo problemas. Uma nova mulher é a última coisa de que precisa. Mas ás vezes, o amor é inevitável.
  Oooownt, que livro gostoso de ler! Ele é o último lançamento da Colleen Hoover - uma das minha autoras favoritas - então tive que ler. E adorei.

Animal Cool animated GIF

  A Colleen sempre explora diferentes tipos de arte - música em Maybe Someday, poemas em Métrica - e dessa vez foram as pinturas de Owen que fizeram meus olhinhos se encherem de lágrimas. Na estória, as obras de Owen são inspiradas em confissões: pedacinhos de papel que contam verdades nunca antes verbalizadas pelos anônimos que os deixam no mural em frente ao seu ateliê. Owen tenta expressar os sentimentos por trás das confissões em suas obras e elas são devastadoramente lindas. Na vida real, Danny O ' Connor as pinta. Não acho que Colleen poderia ter escolhido ninguém melhor do que ele pra representar o espirito artístico de Owen. Perfeito. Você pode dar uma olhada nas obras dele aqui.
  Lindo, não?

Image and video hosting by TinyPic
Uma das minhas favoritas <3
 
  No livro, as obras utilizadas ocupam páginas inteiras e são extremamente expressivas. A qualidade de impressão delas é clara nas cores fortes e vivas das pinturas. A Editora arrasou. Esse é um daqueles livros que realmente vale a pena ter na versão física.
  Quanto aos personagens: eles são tão realistas! Cheios de defeitos, paixões, inseguranças, sonhos. Tão cheios de vida! Apaixonantes.
  A única ressalva que eu tenho a fazer é quanto ao romance. Faltou um pouquinho da mágica da Colleen aqui. Mesmo que os personagens desenvolvam uma relação bem legal, o espaço de tempo em que ela transcorre é extremamente curto. Ainda é uma bela história de amor, só não foi capaz de transmitir totalmente a veracidade ou a profundidade desse sentimento.
  Mas mesmo assim, esse livro arrasa. Essa autora arrasa. A sensibilidade e sutileza de Colleen Hoover nunca falham em me admirar.
  Confess é um livro apaixonante, viciante e tocante. Simplesmente lindo. Leiam.
  E aí, quem mais vai enfrentar 5 horas de fila na Bienal do Rio de Janeiro desse ano pra pegar autógrafo com ela?

soccer animated GIF

  Hasta la vista, bitches!





Anne.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...