Menu Horizontal

07 abril 2015

SAF - iZombie


  Helloooo, zombies!
  Então... estou completamente envergonhada por ter subestimado tanto essa série. Nunca duvide do poder de um HQ, principalmente se for da DC.
  Admito que o primeiro episódio não me animou muito e enrolei para assistir ao segundo, mas depois disso implorei pelo terceiro! É muito divertido. Confesso que nunca tinha ouvido falar desse comic book.
Mas vamos ao que interessa!
 Sinopse: Olivia "Liv" Moore (Rose McIver) tinha bochechas rosadas, era disciplinada, médica residente com sua trajetória de vida completamente traçada... até a noite em que ela foi a uma festa que transformou-se, inesperadamente, em um frenesi zumbi. Agora, transformada em morta-viva, ela conseguiu um emprego no departamento legista para ter acesso aos cérebros de que deve se alimentar para manter sua humanidade. Mas, a cada cérebro que ela consome, ela herda a memória que nele habitava.



  Como falei no SAF sobre as novidades... Não julgue um livro pela capa! Que seriado maravilhoso!

  Liv tinha uma vida normal: médica residente, um noivo perfeito, uma vida pacata... até decidir festejar por uma noite. Uma colega do hospital, Marcy, a convida para uma festa no barco, e, depois de Major, o noivo, insistir, Liv acaba indo... E esse foi o pior erro que cometeu.
  Todos estão usando uma nova droga e do nada tornam-se zumbis. Liv é arranhada no braço e acorda em um saco mortuário. Após meses, sua vida mudou da água para o vinho. Após diversas tentativas de fazê-la parar de ser uma "lesma", seu noivado acaba, a família se distancia e só sua melhor amiga ainda está do seu lado. Liv larga a residência no hospital de Seattle e passa a trabalhar no necrotério da polícia, para conseguir fazer uma boquinha de vez em quando. E, não, não estou falando de um donut ou um pote de CupNoodles, apesar da aparência ser similar. Liv come cérebros. Ela precisa comer. E consegue guardar esse segredo até seu chefe, Ravi Chakrabarti, pegá-la com a boca na botija... ou quase isso.


  Porém, para a surpresa dela, ele não pira. Não de um jeito ruim, pelo menos. Ravi quer estudá-la, descobrir o que está acontecendo. Ele é o único que sabe sobre o eu-zumbi dela, e permite que ela coma os cérebros... mas tem um problema: cada cérebro comido leva consigo um traço de personalidade e memórias do dono, que são refletidas nela. Mas isso pode acabar sendo uma vantagem.
  Liv tem visões dos assassinatos que as vítimas sofreram e decide ajudar Clive Babineaux, um detetive da divisão da Homicídios, a resolver seus casos. Ravi convence o detetive de que Liv tem dons psíquicos e por isso sabe detalhes aparentemente impossíveis. Juntos, irão desmascarar vários assassinos, enquanto uma ameaça ainda pior surge em seu caminho.


É muuuito bom. E engraçado. E interessante. As mudanças de personalidade dela são hilárias e cada episódio é uma surpresa, porque você não sabe o que cada cérebro resultará. Mais uma vez me arrependo por ter falado mal da série. Se bem que todas as que eu falei que não estava muito interessada acabaram tornando-se as minhas favoritas.
   Anyway... deem uma olhada, vale muito a pena. Mas, aviso, se forem estômago fraco como eu, não comam enquanto estiverem assistindo. Não é uma boa ideia.


Até a próxima, bitches!
  XOXO

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...