Menu Horizontal

05 março 2015

SAF: Whiplash - Em Busca da Perfeição


QUE FILME INESQUECÍVEL!

 Sinopse: O solitário Andrew(Miles Teller) é um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria. Após chamar a atenção do reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher(JK Simmons), Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor escola de música dos EUA. Entretanto, a convivência com o abusivo maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.


  Sou fã de qualquer coisa relacionada à música. Na verdade, um anime foi responsável pela minha vontade de tocar piano. Tinha ouvido falar em Whiplash no Oscar e perguntei ao meu primo se valia a pena. Como ele igualou a A Teoria de Tudo, decidi assistir. Afinal, um filme indicado ao Oscar não deve ser uma bosta(Birdman é a exceção).
  Gostei de Whiplash desde o início, e, devo dizer, o JK Simmons mereceu demais o Oscar. A atuação dele foi impecável, até eu tinha medo, mas ao mesmo tempo queria mandá-lo para aquele lugar. Quanto ao Miles, ele trabalha bem, mas o JK ofusca. 
Ok, ok...
A trilha sonora é espetacular. Whiplash e Caravan são viciantes, já até baixei. Não sou fã de jazz, mas quando assisti ao filme pela segunda vez ficava indo e voltando as cenas para ver e ouvir à orquestra. Simplesmente maravilhoso. Deu arrepios.
 Senti muito comichão enquanto assistia, principalmente quando o Andrew precisa tocar mais e mais rápido, chegando a sangrar. Dá muito nervoso. O maestro, Fletcher, leva so alunos ao limite. Todos têm medo dele, até eu tive, e às vezes chega a dar raiva e você começa a torcer para que tudo dê certo para ele não ficar gritando e xingando, porque dá pena dos alunos.
  O Andrew acaba ficando doidinho. E, honestamente, ele é bem escroto. Não sei se de natureza ou por causa da pressão, mas o que ele faz com a namorada dele é ridículo. E o melhor: SPOILER depois que deu merda, ele largou a bateria, e então voltou, queria chamar a menina para sair depois de ter falado um bando de asneira para ela. Cara de pau nível asiático.
  Uma parte que marcou muito foram as duas cenas mais para o final. O parágrafo a seguir possui spoiler. Quando ele vai buscar as baquetas, sofre o acidente, e mesmo assim quer tocar, mas não consegue, dá um aperto no coração. E, a cena final, dele tocando bateria "loucamente" vale pelo filme inteiro! Meu queixo chegou a cair.

O filme é muito bom e os atores também. Merece cinco estrelas, principalmente a atuação do JK. Pretendo assistir de novo e de novo. Confiram, é bom demais.

Por hoje é só.
Até a próxima, bitches!
XOXO

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...