Menu Horizontal

28 fevereiro 2015

Resenha: Trilogia Engelsfors: Círculo - Mats Strandberg e Sara Bergmark Elfgren


Olá, pessoas! Trago a resenha de Círculo para vocês, dos autores suecos Mats e Sara. A sinopse me chamou muito a atenção, e, apesar de Círculo Secreto ter me desapontado - tanto na série de televisão quando no livro - senti uma semelhança entre os dois e foi isso que me motivou a comprá-lo. Só que, ao contrário do dito cujo, Círculo é um dos melhores livros de bruxos que tive o prazer de conhecer.
Mas vamos ao que interessa!



Sinopse: 

  Certa noite, quando uma incomum lua vermelho-sangue preenche o céu, seis garotas vão parar em um parque de diversões abandonado, atraídas até lá por uma força misteriosa. O que elas têm em comum? Estudam em Engelsfors High School. E isso acontece logo depois que um aluno é encontrado morto no banheiro do colégio. Os boatos dizem que foi suicídio. Mas elas sabem que a verdade é outra.

"Se o mal triunfar, as chamas vão engolir o mundo. Não confiem em ninguém. Nem nos pais, nem em irmãos e irmãs. Não confiem em amigos e amigas. Nem no amor de sua vida. E lembrem-se: o Círculo é a resposta.


Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 414

  Primeira coisa: pa-ra-béns!
  Há muito não me animava tanto com uma história e não conseguia largá-la. Sabe quando você entra de tal modo no livro e uma bomba pode explodir que você não vai perceber? Essa foi exatamente a sensação que tive ao longo da leitura. É uma narrativa em terceira pessoa e cada capítulo mostra um ou dois pontos de vista de cada uma das integrantes do Círculo, permitindo que a leitura flua e não fique pesada, massante.
  A história já começa avassaladora, com a morte de um menino, Elias, no banheiro do colégio. Ele foi levado a isso por uma voz misteriosa que sussurrava em sua cabeça. Linnéa, sua melhor amiga, e Minoo o encontram sentado no vaso, com um talho no braço esquerdo, um pedaço de vidro na mão direita, e uma poça de sangue sob seus pés. Apesar delas nunca terem se falado, apoiam-se uma na outra. Todos acham que o menino cometeu suicídio, mas Linnéa sabe que ele não faria isso, pois planejava encontrá-la mais tarde.
  Se não foi ele quem se matou, então quem é o responsável? 
  Depois do incidente, mal sabiam elas que suas vidas - e de outras quatro meninas - mudariam para sempre. Na Lua Vermelha, as seis escolhidas(Linnéa, Minoo, Rebecka, Vanessa, Ida e Anna-Karin) são levadas inconscientemente para o parque de diversões. Lá, encontram o zelador, Nicolaus, que se apresenta como o guia delas. Nenhuma das meninas, nem Nicolaus, entende o que está acontecendo, até alguém possuir o corpo de Ida e explicar que elas correm grande perigo. Agora, elas precisam se manter unidas, deixando de lado suas grandes diferenças... e lutar para sobreviverem.


Sim, meus amigos e minhas amigas, emoção à toda hora! Os autores têm o espírito do Sir George R.R. Martin, e por isso tenho que reverenciá-los. Não tiveram pudor nenhum ao matar a minha até então personagem favorita logo no começo do livro.
  Quando ouvi a parte da união que as tornava mais forte, já comecei a resmungar, achando que seria igual ao Círculo Secreto: elas precisariam unir o círculo, e depois disso não poderiam usar magia sozinhas. Graças a Deus que me enganei! Elas não estão nem aí, cagando para a vida. Algumas só querem se  divertir e aproveitar os poderes. Adorei, porque eu faria o mesmo. "Girls just wanna have fun" 
  Como falei antes, cada capítulo tem um ou dois pontos de vista, o que deixa bem leve. A metade do capítulo pode estar chata, mas ao aparecer a outra personagem fica muito bom. 
PS: é difícil encontrar uma parte chata.
  As diferenças nas personalidades das personagem são gritantes, e é legal ver como os autores desenvolveram tanto elas quanto a história em si. Acabei me afeiçoando a todas as meninas, e isso vai tornar pior meu sofrimento se uma delas morrer. 
  O final é muito bom, emocionante, e só uma coisa, que não posso comentar, me incomodou um pouco. Estou morrendo de vontade de ler os próximos, fiquei com gostinho de quero mais.
  Se é fã de histórias de bruxaria, esse é o livro para você.

  Para quem gostar, tenho uma notícia animadora: a própria autora trabalhou no roteiro da adaptação cinematográfica do livro, que tem estreia prevista para o dia 18 de fevereiro deste ano, mas nos cinemas da Suécia. Por isso, só nos resta sentar o rabicó e esperar ansiosamente.

Por hoje é só.

Até a próxima, bitches!
XOXO
Entenderam? Bruxos e tal... Tá, tchau

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...